ARQUITETURA  - Questões Resolvidas e Comentadas de Concursos (2013-2014) - 4º VOLUME

ARQUITETURA - Questões Resolvidas e Comentadas de Concursos (2013-2014) - 4º VOLUME

Fabricante: Didática Editorial
Modelo: ARQ.04
Disponibilidade: Em Estoque
Preço: R$ 104,90
Qtd:  

Especificação

Livros
Nº de Páginas 212
Formato do Papel A4 - 21x29,7 cm
Capa Colorida
Conteúdo Preto e Branco
Encadernação Brochura

ESTE MATERIAL TEM POR OBJETIVO SERVIR DE APOIO PARA AQUELES QUE PRESTAM CONCURSOS PÚBLICOS NA ÁREA DE ARQUITETURA. SÃO 432 QUESTÕES RESOLVIDAS E COMENTADAS, TODAS REFERENTES AOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS, COM O PROPÓSITO DE FAZER COM QUE O LEITOR ENTENDA DE FORMA CLARA E OBJETIVA O ASSUNTO. TENDO EM CONTA A DIFICULDADE DE ENCONTRAR MATERIAL DISPONÍVEL NA ÁREA E A EXTENSA LISTA DE CONTEÚDOS EXIGIDA PARA ESSES CONCURSOS, A INTENÇÃO É QUE ATRAVÉS DESTE MATERIAL, O LEITOR CONSIGA APROFUNDAR CONCEITOS, ENTRAR EM CONTATO COM O QUE ESTÁ SENDO EXIGIDO E SE PREPARAR PARA AS PROVAS ESCOLHIDAS. ESTE MATERIAL NÃO ENGLOBA ATUALIZAÇÕES DE NORMAS POSTERIORES AOS ANOS DE SUAS QUESTÕES.

 

NÃO REPETIMOS QUESTÕES RESOLVIDAS E COMENTADAS DE OUTROS MATERIAIS ANTERIORMENTE ELABORADOS. AS QUESTÕES QUE INTEGRAM ESTE MATERIAL NÃO CONSTAM EM OUTROS MATERIAIS QUE JÁ FORAM LANÇADOS. DESTA FORMA, NA COMPRA DESTE VOLUME, NÃO HÁ REPETIÇÕES DE QUESTÕES JÁ RESOLVIDAS EM OUTROS VOLUMES.


DADOS DA OBRA

ELABORAÇÃO: MARCIO DE FREITAS
COLABORAÇÃO: CELSO MENDES DE ALBUQUERQUE
CAPA: ADRIANO AMADEU


PROVAS ESCOLHIDAS:
 

- TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO CEARÁ (TJ/CE) – CESPE - 2014;
- BANCO NACIONAL DE DESENV. ECONÔMICO E SOCIAL (BNDES) - CESGRANRIO - 2014;
- ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO MATO GROSSO - FGV - 2013;
- INSTITUTO NACIONAL DE SEGURIDADE SOCIAL (INSS) - FUNRIO - 2014;
- MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO MARANHÃO (MPE/MA) - FCC - 2013;
- TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 10ª REGIÃO (TRT-10) - CESPE - 2013;
- COMP. METROPOLITANO DE SÃO PAULO – FCC - 2014;
- ITAIPU BINACIONAL - UFPR - 2014;
- INSTITUTO ESTADUAL DO AMBIENTE (INEA/RJ) - FGV - 2013;
- CENTRO FED. DE EDUC. TECNOL. DO RIO DE JANEIRO (CEFET/RJ) – CESGRANRIO - 2014;
- CONS. DE ARQUIT. E URB. DO RIO GRANDE DO SUL (CAU/RS) - FUNDATEC - 2014;
- SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO DA BAHIA (SESC/BA) – FUNCAB - 2013;
- EMPRESA GERENCIAL DE PROJETOS NAVAIS (EMGEPRON) – BIORIO - 2014.

 


Segue abaixo uma questão resolvida para demonstração de como o material foi elaborado:
 

31. Construções em terrenos com desníveis exigem cuidados especiais com as águas de chuva. Pode-se afirmar corretamente que em declividade
A) contínua, a construção de escadarias hidráulicas sem colchão de água deve considerar a aplicação de revestimento antiderrapante e de corrimão para uso humano.
B) contínua, a construção de rampas deve considerar a vazão e a velocidade das águas de chuva para definição de revestimentos e dispositivos de amortecimento no trecho final da rampa.
C) descontínua, a construção de escadarias hidráulicas com colchão de água terá a função do vertedor de soleira espessa.
D) descontínua, com alta vazão e velocidade de águas de chuva, a construção de rampas deve considerar, como material de revestimento, a cobertura vegetal.
E) contínua, com alta vazão e velocidade de águas de chuva, a construção de escadas hidráulicas sem colchão terá a função do vertedor de soleira delgada.
 
Resolução:
Terrenos com desníveis acentuados necessitam de cuidados especiais na construção. Demandam de projetos de fundações mais caros, necessitando de muros de arrimo e sistemas que possibilitem a drenagem de águas de chuva de forma eficiente. Em contrapartida, oferecem uma vista melhor quando comparados aos terrenos de pouca inclinação ou planos. Quando se necessita deslocar as águas pluviais, de pontos altos para outros mais baixos, há duas alternativas convencionais: pelas rampas ou pelas escadarias hidráulicas. Ambas possuem altas declividades, entretanto, a primeira possui uma descida contínua, enquanto a segunda, descontínua. Diretamente proporcional à velocidade das águas, a probabilidade de erosão é grande, em especial em rampas e escadarias sem colchão d’água.
 
Com isso, temos:
Alternativa A - Incorreta: as escadarias hidráulicas são usuais para as declividades descontínuas. Também há de se considerar que as escadarias sem colchão d’água aumentam a probabilidade de erosão, embora não acumule sedimentos.
Alternativa B - Correta: para terrenos de declividade contínua, recomenda-se o uso de rampas. Atenção especial deve ser dada na construção de rampas, onde o escoamento de água aumenta conforme se caminha para o nível mais baixo. É ideal neste nível, a adoção de dispositivos de amortecimento das águas da chuva com o intuito de minimizar/evitar os estragos que podem decorrer da alta velocidade e vazão dessas águas. 
Alternativa C - Incorreta: nas declividades descontínuas, o colchão d’água utilizado nas escadarias hidráulicas diminui a probabilidade de erosão, aumentando a vida útil da escadaria. As escadarias com colchão de água apresentam escoamento similar aos vertedores retangulares de paredes delgadas.
Alternativa D - Incorreta: para terrenos de declividade contínua, recomenda-se o uso de rampas. As escadarias hidráulicas são usuais para as declividades descontínuas.
Alternativa E - Incorreta: as escadarias hidráulicas são usuais para as declividades descontínuas. As escadarias sem colchão de água apresentam escoamento similar aos vertedores retangulares de paredes espessas.
Alternativa B é correta.
 


DOWNLOAD DE EXERCÍCIOS DEMONSTRATIVOS

ÍNDICE

Comentários (1)

Fazer um comentário

Seu Nome:


Seu Comentário: Obs: Não há suporte para o uso de tags HTML.

Avaliação: Ruim           Bom

Digite o código da imagem:



Tags:

DIDATICA EDITORIAL - CNPJ 12.834998/0001-09 - Alameda Doutor Carlos de Carvalho, 655, Loja 11 - Centro - 80430-180 - Curitiba/PR - Telefones: (41) 3408-9972 - (41) 9702-0059 TIM - Funcionamento das 9:30 as 18 horas em dias uteis - Lepchak Design

Assine nossa Newsletter