TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO - Questões Resolvidas e Comentadas de Concursos (2006 A 2008) - 1º VOLUME

TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO - Questões Resolvidas e Comentadas de Concursos (2006 A 2008) - 1º VOLUME

Fabricante: Didática Editorial
Modelo: TEC. SEG. 01
Disponibilidade: Em Estoque
Preço: R$ 74,90
Qtd:  

Especificação

Livros
Nº de Páginas 180
Formato do Papel A4 - 21x29,7 cm
Capa Colorida
Conteúdo Preto e Branco
Encadernação Brochura

 

ESTE MATERIAL TEM POR OBJETIVO SERVIR DE APOIO PARA AQUELES QUE PRESTAM CONCURSOS PÚBLICOS NA ÁREA DE TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO. SÃO 445 QUESTÕES RESOLVIDAS E COMENTADAS, TODAS REFERENTES AOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS, COM O PROPÓSITO DE FAZER COM QUE O LEITOR ENTENDA DE FORMA CLARA E OBJETIVA O ASSUNTO. TENDO EM CONTA A DIFICULDADE DE ENCONTRAR MATERIAL DISPONÍVEL NA ÁREA E A EXTENSA LISTA DE CONTEÚDOS EXIGIDA PARA ESSES CONCURSOS, A INTENÇÃO É QUE ATRAVÉS DESTE MATERIAL, O LEITOR CONSIGA APROFUNDAR CONCEITOS, ENTRAR EM CONTATO COM O QUE ESTÁ SENDO EXIGIDO E SE PREPARAR PARA AS PROVAS ESCOLHIDAS. ESTE MATERIAL NÃO ENGLOBA ATUALIZAÇÕES DE NORMAS POSTERIORES AOS ANOS DE SUAS QUESTÕES.

 

DADOS DA OBRA

ELABORAÇÃO: MÁRCIO DE FREITAS
COLABORAÇÃO: ANTÔNIO CARLOS REZENDE DOS SANTOS.
CAPA: GILSON CAMARGO


PROVAS ESCOLHIDAS:

- PETROBRÁS - CESGRANRIO - 2008;
- COMPANHIA DE DOCAS DO RIO DE JANEIRO - FUNRIO - 2006;
- ELETROSUL - AOCP - 2008;
- CEPISA (Companhia Energética do Piauí) - 2007;
- PREFEITURA MUNICIPAL DE PELOTAS / RS - CONESUL - 2008;
- TERMOAÇU - CESGRANRIO - 2008;
- COMPESA (Companhia Pernambucana de Saneamento) - IPAD - 2006;
- ELETROBRÁS - UFRJ - 2007;
- LIQUIGÁS - CETRO - 2007;
- ELETRONORTE - UFRJ - 2006;
- CODESA (Companhia de Docas do Espírito Santo) - COSEAC - 2008;
- CHESF - CONSULPLAN - 2007;
- CORREIOS/SP - ESPP - 2008;
- TRANSPETRO - CESGRANRIO - 2006;
- PBGÁS (Companhia Paraibana de Gás) - FCC - 2007;
- PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO AGOSTINHO - UPE - 2006.


Segue abaixo uma questão resolvida para demonstrar como o material foi elaborado:

A Norma Regulamentadora nº 15, da Portaria 3214, estabelece as atividades ou operações consideradas insalubres. Segundo esta, o exercício de trabalho em condições de insalubridade assegura ao trabalhador a percepção de adicional. Um trabalhador de uma determinada empresa apresenta atividade com incidência de condições de insalubridade de grau máximo, médio e mínimo, devido a três tipos de exposição a agentes insalubres (exposição simultânea). Este trabalhador ganha um salário de R$1.200,00 e terá direito ao percentual de adicional de insalubridade de

(A) 30% incidente sobre o salário mínimo.
(B) 40% incidente sobre o salário mínimo.
(C) 50% incidente sobre o salário mínimo.
(D) 60% incidente sobre o seu salário.
(E) 70% incidente sobre o seu salário.


Resolução:

De acordo com a NR 15 - Atividades e Operações Insalubres: 15.2 O exercício de trabalho em condições de insalubridade, de acordo com os subitens do item anterior, assegura ao trabalhador a percepção de adicional, incidente sobre o salário mínimo da região, equivalente a: 15.2.1 40% (quarenta por cento), para insalubridade de grau máximo; 15.2.2 20% (vinte por cento), para insalubridade de grau médio; 15.2.3 10% (dez por cento), para insalubridade de grau mínimo; 15.3 No caso de incidência de mais de um fator de insalubridade, será apenas considerado o de grau mais elevado, para efeito de acréscimo salarial, sendo vedada a percepção cumulativa.

Alternativa B é correta.


27 - DOWNLOAD DE MAIS EXERCICIOS DEMONSTRATIVOS

28 - ÍNDICE

Comentários (4)

Fazer um comentário

Seu Nome:


Seu Comentário: Obs: Não há suporte para o uso de tags HTML.

Avaliação: Ruim           Bom

Digite o código da imagem:



Tags:

DIDATICA EDITORIAL - CNPJ 12.834998/0001-09 - Alameda Doutor Carlos de Carvalho, 655, Loja 11 - Centro - 80430-180 - Curitiba/PR - Telefones: (41) 3408-9972 - (41) 9702-0059 TIM - Funcionamento das 9:30 as 18 horas em dias uteis - Lepchak Design

Assine nossa Newsletter